Dra. Lucia Coutinho Porto 
(CRO-SP 23626)
Especialista em Odontopediatria




PRAZER EM IR AO DENTISTA


Qual a mãe que não estaria tranqüila ao ver que seu filho
é capaz de sentir-se bem numa consulta ao dentista?


Para saber mais sobre Odontopediatria, consulte diretamente a Dra. Lucia Coutinho Porto (vide anúncio abaixo)



Leia Também:

Odontologia para Bebês: Antes e Após o Nascimento (janeiro 03)
Odontologia para Gestantes (março 02)
Hoje os Bebês Visistam o Odontopediatra aos 6 Meses de Idade (janeiro 02)
Traumatismo Dentário na Infância (setembro 01)
A Meta é a Geração Cárie Zero (maio 01)
Respirador Bucal 
(março 01)
Cárie de Mamadeira: Porque ela existe e como evitá-la 
(setembro 00)
Odontologia para Bebês: uma realidade (junho 00)


Hoje é possível associar o tratamento dentário a uma atividade prazerosa. Segundo a Dra Lúcia, que atua como odontopediatra há dez anos, "é importante criar para os pequenos clientes um ambiente totalmente dedicado a eles, com jogos de montar, televisão, videogames, gibis e brinquedos".

Medo? Este é um sentimento que o odontopediatra deve minimizar na vida de seus clientes. Para isso, deve desenvolver uma maneira toda especial de lidar com suas crianças.

Firme no objetivo de contribuir para uma "geração cárie-zero", Dra. Lúcia ressalta que a prevenção é o primeiro passo para a construção de uma saúde bucal perfeita.

"Muitas vezes, as mães são aconselhadas a encaminhar seus filhos ao dentista, somente a partir dos quatro anos de idade. Isso é um erro, já que o cuidado com os dentinhos deverá ocorrer assim que os mesmos começarem a nascer, ou seja, a primeira visita deverá ser por volta dos seis meses de idade. O que alguns pais não sabem é que, várias crianças, na faixa etária entre dois e cinco anos, já nos chegam com cáries grandes nos dentes de leite, que podem apresentar comprometimento da polpa (nervo), e com isso havendo necessidade de tratamento de canal. Esta infecção no dentinho de leite poderá prejudicar a formação dos futuros dentes permanentes", explica.

Para se ter uma idéia da importância em preservar a saúde dos primeiros dentinhos, vale dizer que, a perda precoce dos mesmos, seja devido à cárie ou a possíveis traumas ocasionados por quedas, pode comprometer a situação da arcada dentária da criança, obrigando-a ao uso de aparelhos ortodônticos no futuro.

"Sabemos que os bons hábitos adquiridos na infância, certamente perdurarão por toda a vida. Assim sendo, é fundamental o incentivo de uma boa higiene bucal e de uma dieta pouco cariogênica", ressalta a odontopediatra.

Combatendo as cáries


Todos sabemos que, numa dieta alimentar, onde o consumo de açúcar (balas, refrigerantes, bolachas e chocolate) seja excessivo e freqüente, poderá representar um dos principais motivos para o surgimento das cáries. O que muitos pais desconhecem é que, a aparição de cáries agudas, como por exemplo, a de mamadeira, pode ocorrer em crianças com dois e três anos, causando dor e possíveis infecções.

Para que isso não aconteça, a Odontopediatra recomenda uma boa higiene bucal, aliada a uma dieta alimentar balanceada, além da suspensão de mamadas noturnas. A aplicação tópica de flúor também é um dos recursos preventivos utilizados, bem como a indicação do selante que consiste numa resina fluída que sela pequenos pontos situados na face de mastigação dos dentes posteriores, diminuindo assim o acúmulo de alimentos nesta região e com isso evitando as cáries.

O selante, quando indicado poderá ser aplicado em crianças a partir dos quatro anos de idade.

Abordagem eficiente

Para o tratamento dentário de uma criança que já apresenta cáries, a abordagem psicológica deverá ser feita de maneira tranqüila, cuidadosa e eficiente.

Segundo a Dra. Lucia, o condicionamento psicológico é muito importante, pois prepara esta criança para o tratamento, evitando assim traumas futuros. Este condicionamento deverá ser gradativo, normalmente em três sessões, familiarizando o pequeno cliente com o consultório, seus instrumentais e os aparelhos, fazendo com que a criança confie no profissional e mantenha com ele uma relação amigável.

Traumatismo dentário

Normalmente, quando as crianças começam a dar seus primeiros passos, é comum a ocorrência de quedas, seguidas de batidas na região da boca. Tais acontecimentos poderão traumatizar os dentinhos de leite, principalmente os da frente, trazendo assim conseqüências mais sérias.

Dependendo da intensidade do trauma, tais dentinhos poderão apresentar mobilidade, sangramento gengival, escurecimento imediato ou tardio e, em casos mais graves, a completa perda do dente.

Por esta razão, o mais indicado é que, logo após a batida, os pais encaminhem a criança a um Odontopediatra, para que seja feita uma radiografia, bem como um acompanhamento clínico periódico, o que evitará o comprometimento deste dente e garantirá o desenvolvimento normal do dente sucessor permanente.

"Quando ocorre a perda total do dentinho de leite (avulsão), normalmente em quedas de crianças entre dois e cinco anos, o mesmo poderá ser reposto através de uma prótese fixa, completamente adaptada a este paciente. Isto reabilitará as funções do dentinho e não comprometerá a estética bucal da criança, dando a esta a oportunidade de sorrir novamente", frisa a dentista.

Carinho acima de tudo


Olhando a criança como um todo, a Clínica Dra. Lúcia Coutinho Porto, orienta as mães sobre todos os fatores que culminarão numa boa saúde bucal. Esta orientação vai desde a prevenção propriamente dita, até o tratamento de cáries, uso de aparelhos ortodônticos, maus hábitos que devem ser controlados (uso do dedo e chupeta) e questões relacionadas à respiração e à fala. Todos esses tópicos serão trabalhados para que a criança possa se desenvolver dentro dos padrões de normalidade.

No entanto, a base da metodologia adotada pela Dra. Lucia está calcada, antes de tudo, no carinho e respeito para com seus pacientes.

"É primordial que o Odontopediatra faça com que as crianças sintam prazer em ir ao consultório. Deve-se criar um ambiente apropriado para elas, além é claro, de propiciar às mesmas, tratamentos sem traumas", finaliza.

A preservação da saúde bucal das crianças deve ser levada em conta desde muito cedo, assim sendo, hoje a Odontologia para Bebês é uma feliz realidade!

MateriaLuciaBebeCrianca-Out 2002.jpg (63711 bytes)
Esta matéria foi publicada na revista Bebê e Criança
Ano II / N. 8 / 2003

 

Odonto-Bebê

Av. Chibarás, 848
Moema - São Paulo - SP
Fone/Fax: (11) 5052-4346
Fone/Fax:  (11) 5051-0252
e-mail: luciacoutinho@terra.com.br
site: www.luciacoutinho.com.br

Aviso: As informações contidas neste Web Site, não podem ser usadas como um substituto para se obter aconselhamento 
ou tratamento médico. Os leitores deste Web Site não devem depender exclusivamente das informações aqui contidas. 
Procure sempre um profissional especializado.

 



Copyright© Clube do Bebê 2000/2004