Dra. Lucia Coutinho Porto 
(CRO-SP 23626)
Especialista em Odontopediatria




Odontologia para Gestantes

A gravidez é um estado sublime na vida de uma mulher... 
Mudanças fisiológicas e comportamentais são naturais 
durante todo o período. A gestante se torna emocionalmente 
mais receptiva a adquirir bons hábitos, porque sabe que isso irá influenciar diretamente no bom desenvolvimento do seu bebê.

Para saber mais sobre Odontopediatria, consulte diretamente a Dra. Lucia Coutinho Porto (vide anúncio abaixo)



Leia Também:

Hoje os Bebês Visistam o Odontopediatra aos 6 Meses de Idade (janeiro 02)
Traumatismo Dentário na Infância (setembro 01)
A Meta é a Geração Cárie Zero (maio 01)
Respirador Bucal 
(março 01)
Cárie de Mamadeira: Porque ela existe e como evitá-la 
(setembro 00)
Odontologia para Bebês: uma realidade (junho 00)

Pensando nesse "período especial", selecionei algumas dicas e orientações que poderão resultar em grande benefício para a saúde da mamãe e do bebê.

Dra. Lúcia Coutinho Porto

Tratamento odontológico
O melhor período para o tratamento dentário é entre o 4º e 6º mês de gestação. Porém, já no início da gravidez, deve-se procurar o Dentista para uma orientação preventiva. Se houver necessidade de tratamento, este deve ser realizado, pois infecções e cáries não tratadas podem prejudicar a saúde da gestante e do bebê.

Uso de medicamentos e anestésicos odontológicos
Para gestantes que possam apresentar elevação da pressão arterial, existem medicamentos e anestésicos adequados. Nesta situação, o Dentista deverá consultar o Obstetra para escolha do medicamento e/ou anestésico apropriado.

Radiografias odontológicas em gestantes
No primeiro trimestre da gravidez, as radiografias devem ser evitadas. No entanto, caso elas sejam imprescindíveis, alguns fatores garantem a segurança da mamãe e do bebê: o raio-X é normalmente dirigido à boca, distante da barriga, a quantidade de radiação e o tempo de exposição são pequenos. Além disso, deve-se usar, em qualquer fase da gestação, um avental de chumbo que neutraliza os efeitos da radiação.

Dentes não "estragam" com mais facilidade durante a gravidez
A gravidez não é responsável pelo aparecimento de cárie e nem pela perda de minerais do dente da mãe para formação das estruturas calcificadas do bebê. O aparecimento de cáries pode estar relacionado com o aumento da freqüência de ingestão de alimentos cariogênicos (ricos em açúcar), pela limpeza inadequada dos dentes e por mudanças de hábitos alimentares durante a gestação.

Sangramento da gengiva
O sangramento é sinal de que a gengiva está inflamada (gengivite) devido à placa bacteriana que não foi retirada completamente. A gengivite é agravada durante a gravidez, pois os hormônios dessa fase aumentam a inflamação. A região inflamada deverá ser limpa melhor. Se após 3 dias a gengiva continuar sangrando, deve-se procurar a ajuda do Dentista.

Higiene bucal da gestante
Os cuidados são os mesmos de uma mulher não grávida: limpeza diária dos dentes com uso adequado de da escova e fio/fita dental. A qualidade dessa limpeza é mais importante do que a freqüência.

A ODONTOLOGIA PREVENTIVA EM BEBÊS VISA A QUALIDADE TOTAL DA SAÚDE DAS CRIANÇAS E A FORMAÇÃO DE UMA "GERAÇÃO CÁRIE ZERO".

 

Odonto-Bebê

Av. Chibarás, 848
Moema - São Paulo - SP
Fone/Fax: (11) 5052-4346
Fone/Fax:  (11) 5051-0252
e-mail: luciacoutinho@terra.com.br
site: www.luciacoutinho.com.br

Aviso: As informações contidas neste Web Site, não podem ser usadas como um substituto para se obter aconselhamento 
ou tratamento médico. Os leitores deste Web Site não devem depender exclusivamente das informações aqui contidas. 
Procure sempre um profissional especializado.

 



Copyright© Clube do Bebê 2000/2004