Dra. Lucia Coutinho
(CRO-SP 23626)
Especialista em Odontopediatria




Como tirar a chupeta



 


Para saber mais sobre Odontopediatria, consulte diretamente a Dra. Lucia Coutinho Porto (vide anúncio abaixo)



Leia Também:

JANELA, JANELINHA.. Quando deve acontecer a primeira visita...
A influência da mastigação e dos hábitos de sucção no crescimento das arcadas dentárias da criança (junho 10)
Dúvidas mais frequentes em relação á saúde bucal da criança(abril 10)
O segredo de uma saúde bocal perfeita (março 10)
Cárie precoce na infância (agosto 09)
Traumatismo nos dentes: O que devemos fazer?(agosto 09)
Dentista não é bicho papão (agosto 09)
Nascem os primeiro dentinhos(julho 09)
Traumatismo nos Dentes : O que devemos fazer? (maio 09)
  A Chegada dos Dentinhos
(abril 09)
  A Saúde Bucal do Bebê Começa na Barriga da Mãe
(abril 09)
  Odontologia para Gestantes
(abril 09)
  A Evolução dos Dentinhos
(abril 09)
  Gravidez: A Saúde Total começando pela boca
(janeiro 08)
  Dicas de Odontopediatria (agosto 07)
  O Tratamento é mais Eficaz Quando o Odontopediatra Conquista a Confiança da Criança (março 07)
  Odontologia para Gestantes - Perguntas e Respostas
(agosto 06)
  Orientação Odontológica para Gestantes 2 (julho 06)
  Orientação Odontológica para Gestantes (maio 06)
  Um Sorriso Lindo e Saudável
(abril 06)
  Dicas Gerais sobre a Saúde Bucal do Bebê
(dezembro 05)
  O Bebê vai ao Dentista: Perguntas e Respostas (setembro 05)
  Clareamento Dental
(março 05)
O Bebê vai ao Dentista? (dezembro 04)
Odontologia para Gestantes (outubro 04)
Que Sorriso Lindo (agosto/04)
A Busca por um Sorriso Perfeito (junho 04)
Dentes Saudáveis para nossos Bebês (abril 04)
Dentes Saudáveis desde o Berço (janeiro 04)
Prevenção é a Palavra Chave (novembro 03)
O Segredo de uma Saúde Bucal Perfeita
(setembro 03)
Preserve o Sorriso de seu Filho (junho 03)
Prazer em ir ao Dentista
(abril 03)
Odontologia para Bebês: Antes e Após o Nascimento (janeiro 03)
Odontologia para Gestantes (março 02)
Hoje os Bebês Visistam o Odontopediatra aos 6 Meses de Idade (janeiro 02)
Traumatismo Dentário na Infância (setembro 01)
A Meta é a Geração Cárie Zero (maio 01)
Respirador Bucal 
(março 01)
Cárie de Mamadeira: Porque ela existe e como evitá-la 
(setembro 00)
Odontologia para Bebês: uma realidade (junho 00)

Os pais têm papel fundamental na remoção deste hábito tão adorado pelos bebês

Ao nascimento do bebê, uma dúvida freqüente das mães é oferecer ou não a chupeta. A chupeta só tem benefícios quando existe a necessidade de usá-la. Podemos dizer que o bebê precisa da chupeta quando ele chupa o dedo (qualquer dedo), ou quando chupa o "paninho" ou qualquer outro objeto que é utilizado para sucção repetidamente em momentos de insegurança e cansaço.

A chupeta mais adequada é a chupeta anatômica ou ortodôntica, que seja compatível com a anatomia da face do bebê. O escudo precisa ter furos para ventilação, para evitar lesões na pela ao redor dos lábios. Também é importante utilizar uma chupeta de tamanho compatível com a boca e face da criança.

Quando os pais não recebem orientação adequada, o bebê pode usar a chupeta incorreta e com isso passar a apresentar problemas nas arcadas, na musculatura oral, na respiração, na fala e até parar de mamar.

Por isso, é importante conversar com o profissional de saúde que irá orientar sobre o uso correto da chupeta, como oferecer e quando tirar. Nestas condições, de um modo geral, assim que a criança deixa de lado o hábito de chupar chupeta, as funções permanecem normais.

Um dos problemas mais comuns do uso excessivo da chupeta é a mordida aberta anterior, quando os dentes de cima não encostam nos dentes de baixo.

Bebês que têm necessidade de sucção adicional e não recebem a chupeta, podem desenvolver o hábito de chupar o dedo que é mais difícil de ser removido. Além disso, este costume vem seguido de outros como coçar o nariz que pode causar deformações nesta área. O dedo também sofre alterações, pois fica mais fino que os outros e apresenta calosidades.

Para fazer a troca do dedo pela chupeta o ideal é que ao perceber este hábito, a mãe já comece, com muita paciência a tirar o dedo e colocar a chupeta no lugar. Esta troca pode durar até 5 meses.

A idade ideal para a remoção do hábito, varia, segundo alguns especialistas, de 2 a 3 anos. Mas o melhor momento é quando a criança está com a rotina normal. Evite fazer isso, por exemplo, ao mesmo tempo em que ela está entrando na escola,

Quando os pais estiverem neste processo de remover a chupeta, além de muita paciência, devem estar bastante presentes. Isto porque, muitas vezes a chupeta tem o papel de substituir a mãe ausente. Se ela estiver por perto, portanto, o bebê se sentirá mais seguro e tranqüilo para largar a chupeta. Uma vez que a criança deixar o hábito de lado, os pais não devem, sob nenhuma hipótese, oferecer a chupeta novamente. Ao invés disso, sempre que ela pedir a chupeta devem distraí-la com estórias e brinquedos.

Normalmente, depois de três dias sem a chupeta a criança para de pedir. Para ter a certeza que isso acontecerá, certifique-se de "sumir" com todas as chupetas para que não corra o risco dela se deparar com alguma espalhada pela casa.

Explicar para as crianças que chupetas entortam os dentes também pode ajudar a convencê-las. Mas vá com calma, não ameace a criança e nem assuste seu bebê. Cada criança tem o seu tempo, que precisa ser respeitado.

Dra Lúcia Coutinho




Odontologia Integrada Lúcia Coutinho
 
Dra Lúcia Coutinho
 

Odonto-Bebê

Av. Chibarás, 848
Moema - São Paulo - SP
Fone/Fax: (11) 5052-4346
Fone/Fax:  (11) 5051-0252
e-mail: luciacoutinho@terra.com.br
site: www.luciacoutinho.com.br

Aviso: As informações contidas neste Web Site, não podem ser usadas como um substituto para se obter aconselhamento 
ou tratamento médico. Os leitores deste Web Site não devem depender exclusivamente das informações aqui contidas. 
Procure sempre um profissional especializado.

 



Copyright© Clube do Bebê 2000/2008