Dra. Maria Cristina Elias
Nutricionista (CRN 2299)


Mestre em Ciências Aplicadas à Pediatria - UNIFESP - Especialista em Nutrição em Cardiologia pela Socesp




RELAÇÃO: ALIMENTO X PAIS X FILHO


No nosso último artigo falamos sobre a obesidade e a importância 
de sua prevenção através de um estilo de vida correto:
alimentação balanceada + atividade física. 

Observaremos neste artigo que a prevenção pode e deve 
ser iniciada no primeiro contato da mãe com o filho: a amamentação.


Para saber mais sobre Nutrição, consulte diretamente a Dra. Maria Cristina Elias (vide anúncio abaixo)



Leia Também:

Obesidade: O Caminho da Prevenção (julho 01)
Amamentação (junho 01)
Diabete Gestacional (abril 01)
Nutrição na Gravidez / 2a. parte
(março 01)
Definições sobre Nutrição
(fevereiro 00)
Dicas para Melhorar o Consumo Alimentar em Crianças de 1 a 6 Anos
(janeiro 00)
Modelo de Alimentação Saudável: Pirâmide Alimentar (dezembro 00)
Programação para o Desmame (novembro 00)
Desmame Saudável 
(outubro 00)
Fases da Alimentação do Lactante (setembro 00 )
A Importância da Alimentação nas Primeiras Etapas da Vida e a Obesidade (agosto 00)
Suco de Frutas e Iogurte
 (julho 00)
Nutrição na Infância
 (junho 00)

 

Nem sempre nos alimentamos pela necessidade de nos nutrirmos. Relacionamos o alimento as nossas emoções. Ora os alimentos são percebidos como demonstração de afeto ou como recompensa por êxitos ou fracassos.

Para criarmos hábitos alimentares corretos nos nossos filhos, precisamos aprender a conviver com os alimentos. Definitivamente, os alimentos não são apenas nutrientes, mas também fortes representações psicológicas criadas nos indivíduos com aquilo que come.

Cabe aos pais a difícil tarefa de conduzir a alimentação dos seus filhos com competência, garantindo a correta nutrição e ajudá-los a criar um sentimento de troca, prazer e convivência que repercutirá para sempre em sua saúde e estilo de vida.

Alimentar uma criança exige paciência e atenção. É muito importante saber dosar a quantidade de permissões e restrições.

O relacionamento das mães e dos filhos está intimamente ligado à alimentação. Inicia-se no aleitamento materno, perdurando com freqüência até a idade adulta.

O leite materno além de garantir a correta nutrição da criança, satisfaz necessidades de natureza psicológica como segurança e de aproximação, iniciando sentimentos que influenciarão o seu comportamento. Nessa etapa de vida, principia-se o controle do apetite, e o tipo de alimentação oferecida vai influenciá-la.

Já começa-se a prevenção da obesidade na amamentação. A mãe deverá observar e compreender os sinais biológicos da fome, da sede e da saciedade. Cabe à mãe saber quando o choro é de fome, de sono ou de mal-estar. A falta de tranqüilidade das mães que oferecem comida toda a vez que a criança chora, pode provocar distúrbios nutricionais.

No primeiro ano da criança, o espaço ocupado pela alimentação é enorme, pois produz na criança prazer e um contato mais profundo com o outro ser humano: a mãe.

O desmame já significa para a criança uma fase de perdas. Devido ao rompimento do elo muito forte entre a mãe e o filho, traduzido pela dependência do bebê pelo leite da mãe e o seu maior poder de proteção. Por isso, retirada do peito deve ser feita lentamente, evitando o estresse.

A base da alimentação da criança está em casa. Desde pequena, a criança já consegue captar o comportamento dos familiares. Observamos que famílias onde não há hábitos alimentares incorretos ou mesmo uma casa sem horários para as refeições, influenciam diretamente o comportamento alimentar da criança.

É muito importante que os pais ensinem os seus filhos que a refeição, além de ser importante para a saúde, é também sinônimo de alegria e integração.

Com condutas apropriadas dos pais em relação aos filhos, ensinando-os a convivência correta com os alimentos, evita-se distúrbios como obesidade, baixo peso ou carências nutricionais.

Vamos nós adultos aprendermos a nos relacionar corretamente com os alimentos, para que possamos contribuir para com os nossos filhos, ensinando-lhes uma alimentação correta, garantindo-lhe a saúde física e emocional, desde o nascimento até a vida adulta.

Referência: Crescendo Com Saúde (Maria Luiza de Brito Ctenas/Márcia Regina Vitolo)


Dra. Maria Cristina Elias (CRN 2299) Nutricionista

E-mail:
abelias@uol.com.br

R. Carlos Petit, 253 - V.Mariana - São Paulo - SP - Fone: (11) 5579-6233 e 5549-6318
Av. Carlos Rebelo Jr., 357 - Vila Paraiba - Guaratinguetá - SP - Fone: (12) 525-1855

Aviso: As informações contidas neste Web Site, não podem ser usadas como um substituto para se obter aconselhamento 
ou tratamento médico. Os leitores deste Web Site não devem depender exclusivamente das informações aqui contidas. 
Procure sempre um profissional especializado.

 



Copyright© Clube do Bebê 2000/2004