Dra. Maria Cristina Elias
Nutricionista (CRN 2299)


Mestre em Ciências Aplicadas à Pediatria - UNIFESP - Especialista em Nutrição em Cardiologia pela Socesp




AMAMENTAÇÃO




A amamentação é a maneira natural de alimentar o bebê 
nos primeiros meses de vida, com muitos benefícios para 
o bebê e para a mamãe.



Leia Também:

Diabete Gestacional (abril 01)
Nutrição na Gravidez / 2a. parte
(março 01)
Definições sobre Nutrição
(fevereiro 00)
Dicas para Melhorar o Consumo Alimentar em Crianças de 1 a 6 Anos
(janeiro 00)
Modelo de Alimentação Saudável: Pirâmide Alimentar (dezembro 00)
Programação para o Desmame (novembro 00)
Desmame Saudável 
(outubro 00)
Fases da Alimentação do Lactante (setembro 00 )
A Importância da Alimentação nas Primeiras Etapas da Vida e a Obesidade (agosto 00)
Suco de Frutas e Iogurte
 (julho 00)
Nutrição na Infância
 (junho 00)

 

Benefícios para o bebê:

  • a composição de nutrientes do leite materno é específica para as necessidades da criança durante o seu crescimento;

  • contêm agentes imunológicos doados pela mãe que protegem a criança de doenças infecciosas e diarréias;

  • a amamentação fortalece a musculatura da face da boca do nenê, prevenindo futuros problemas na fala e na oclusão dos dentes.

Benefícios para o mamãe:

  • a ciência tem mostrado que a chance de desenvolver câncer de mama é menor entre as mulheres que têm mais filhos e amamentam por mais tempo;

  • a amamentação é um excelente aliado da mãe na recuperação do seu peso normal, pois produzir leite gasta muito energia.

A amamentação propriamente dita é uma das muitas formas de interação da mãe com o filho. Aliás, é a única exclusiva da mãe.

As crianças que mamam no peito, são sabidamente mais tranqüilas, mais seguras, vão ter um processo de separação da mãe mais harmônico e sem sombra de dúvidas, serão mais inteligentes, quando comparadas com aquelas que não mamaram.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que o bebê seja exclusivamente alimentado com leite materno até os seis meses de idade, desde que esteja crescendo e se desenvolvendo dentro do padrão esperado.

O corpo da mãe começa a se preparar para a amamentação já na gravidez. Assim quando nasce o bebê, as mamas estão prontas para produzir o leite. Mas por que se ouve tanto a frase "eu queria amamentar meu filho e não consegui"?

Esse problema ocorre por vários motivos, como a utilização de técnicas inadequadas para amamentar, a ansiedade materna, a falta de orientação durante a gestação e no pós-parto, o estresse da mãe e da família, a falta de apoio e as influência negativas de parentes e, também, de pessoas próximas.

RARAMENTE A MÃE, POR QUESTÕES DE SAÚDE, NÃO CONSEGUE AMAMENTAR.

A boa alimentação desde o nascimento começando com a aleitamento materno, é a garantia de que a criança crescerá com todo o potencial com que ela nasceu e que herdou da família.

É muito importante que a mãe se alimente corretamente, pois a composição e não a quantidade do leite, pode variar de acordo com a dieta da mãe.

Como na gestação, a lactação, é um momento especial na vida da mulher, e como tal, precisa de cuidados especiais. Ocorre um aumento das necessidades de nutrientes e é necessário que está demanda seja suprida com uma alimentação balanceada e de alto valor nutricional.


Dra. Maria Cristina Elias (CRN 2299) Nutricionista

R. Carlos Petit, 253 - V.Mariana - São Paulo - SP - Fone: (11) 5579-6233 e 5549-6318
Av. Carlos Rebelo Jr., 357 - Vila Paraiba - Guaratinguetá - SP - Fone: (12) 525-1855

Aviso: As informações contidas neste Web Site, não podem ser usadas como um substituto para se obter aconselhamento 
ou tratamento médico. Os leitores deste Web Site não devem depender exclusivamente das informações aqui contidas. 
Procure sempre um profissional especializado.

 



Copyright© Clube do Bebê 2000/2004