Manual dos Primeiros Anos


A Volta para Casa
     Nós, mães e mulheres
    Nós e nosso bebê
     Nós e nossa família

Alimentação de 0 aos 2 anos
    O seu crescimento
    O primeiro nutrimento
    O início da alimentação
    Alimentação de 1 a 2 anos

Crescimento e Progressos
    Mundo do recém nascido
    Os primeiros três meses
    Dos 3 aos 6 meses
    Dos 6 meses a 1 ano
    De 1 a 2 anos
    Brincadeiras e Segurança

Dicionário de A a Z
    A B C
    D E F
    G H I 
    J K L
    M N O
    P Q R
    S T U
    V X Z

 




  Molhar a Cama
Seu filho será capaz de controlar seus estímulos próximo aos dois anos de idade. A mudança da fralda para o vasinho deve ser feita de modo gradual. Muitas vezes porém, acontece que seu filho, que consegue controlar o xixi durante o dia, durante a noite não acorde e assim sendo molhe a cama. Para evitar que isso aconteça, durante a noite usa fraldas noturnas ainda por alguns meses e forre o colchão com algum material impermeável. Muitas vezes porém, mesmo quando a criança já aprendeu a controlar suas necessidades, entre os 3 ou 4 anos, seu filho pode voltar a fazer xixi na cama, muitas vezes devido a fatores emocionais ou uma sensibilidade momentânea da criança a algum fator externo. O que não fazer: 
- não grite com ele, pois sentindo-se culpado isso pode inclusive piorar o problema;
- de manhã, troque-o sem dar muito peso ao acontecido, principalmente se você ver que ele ficou ressentido;
- mesmo em família, não façam deste problema temporário um acontecimento que todos falam e comentam, pois só o fará sentir vergonha;
- se o problema não desaparecer depois de algum tempo, fale com o pediatra.



Nana Nenê
Durante séculos, as mães usaram o canto para acalmar seus filhos, após uma crise de choro, ou para fazê-los dormir. Na realidade, não existe música mais relaxante do que uma boa Nana Nenê: seu som é lento, doce, normalmente repetitivo e combina perfeitamente bem com o movimento dos braços da mamãe. Com letras breves, e refrões simples que se repetem, possuem um efeito quase hipnótico. Não importa se a voz da mamãe é desafinada, ou não sabe toda a letra de cor e salteado... o que importa ao seu bebê é ouvir a sua voz para poder dormir tranquilo e sereno. Outra opção na hora de dormir, são melodias para crianças em CD's, e muitos dizem que a música clássica é perfeita... experimente: Mozart, Vivaldi, Brahms... 



  Obesidade
Uma criança que come muito e mal, desde os primeiros meses, corre o risco de se tornar obesa. Estudos comprovam que 5 entre 100 crianças já superaram 20% do seu peso normal. Erros alimentares, vida sedentária, falta de exercícios são a base deste problema que na adolescência e na idade adulta abrem as portas a problemas mais sérios, como distúrbios hormonais, e doenças como diabete, arteriosclerose e hipertensão. Contribuem para tanto as predisposições familiares e a constituição corporal: uma criança cujos pais são obesos, tem 40% de chances de também ser obesa. Aos olhos de muitos pais, um bebê gordinho, que come muito e ganha bastante peso parece o retrato da saúde. Mas esse conceito é errado... tome por base o acompanhamento do pediatra no controle peso-altura, e desde os primeiros meses inicie uma alimentação correta, com valores nutritivos balanceados e sem excessos. A obesidade se combate no seio da família: além de pensar na criança, o melhor conselho é direcionado aos pais: verifiquem o próprio peso. Se for normal, tudo indica que a alimentação de vocês é correta e portanto a de seu filho também será. Mas se existe um excesso de peso, então a dieta de vocês é desbalanceada, e isso afetará a alimentação de seu filho. O importante é combater a obesidade desde cedo optando por uma vida mais saudável, com uma alimentação equilibrada, exercícios físicos e atividades ao ar livre. 

 



Copyright© Clube do Bebê 2000/2004